domingo, 26 de fevereiro de 2012

montar quebra cabeça faz bem para o cérebro?


O quebra-cabeça é um dos
passatempos mais comuns para
crianças e até para os mais
crescidinhos. Além de toda a diversão,
reza a lenda que o jogo estimula o
cérebro e o pensamento lógico. »
Diferenças no cérebro determinam
pessoas que bebem mais, diz
pesquisa
» 6 tipos de jogos que desenvolvem
o cérebro
» 5 coisas que você não sabia sobre
o seu cérebro De acordo com
cientistas da Universidade de Chicago, nos Estados Unidos, resolver quebra-cabeça entre os
dois e quatro anos de idade ajuda, de fato, a desenvolver habilidades espaciais e matemáticas,
que serão de grande utilidade na vida adulta. Na verdade, as pessoas que, quando crianças,
brincavam com quebra-cabeça, apresentam maior habilidade para converter formas mentalmente
quando adultas. Esta habilidade é um indicador chave da tendência de obter boas notas em
estudos de ciências, tecnologia, engenharia e matemática na vida adulta. De acordo com
publicações da revista Developmental Science, a linguagem sobre os conceitos espaciais que
os pais utilizam com as crianças também pode influenciar no desenvolvimento dessas habilidades
cognitivas. Entretanto, um estudo publicado na revista Archives of Neurology revela que as
pessoas que fazem palavras cruzadas e resolvem quebra-cabeças têm menos presença da
proteína beta-amilóide em seus cérebros. A proteína é o principal componente da placa amilóide,
que acompanha o desenvolvimento do Alzheimer.
Fonte: Universia Brasil
Copyright

Nenhum comentário: